quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Relação entre stress e corticoides

      O stress se caracteriza como um quadro externo que altera o estado fisiológico de equilíbrio de um organismo, causando disfunções em diversos sistemas sejam eles circulatório, nervoso ou endócrino.
      Existe, basicamente, dois tipos de stress: o físico e o mental.
      O stress físico é aquele que agride de alguma forma alguma estrutura do corpo humano, sendo um exemplo a lesão de algum membro. Ao se fraturar tanto um osso quanto um músculo, diversos sinais químicos, como fragmentos celulares, são liberados na corrente sanguínea ativando sistemas de reparo, como a cascata de coagulação, e de defesa, como a ativação dos leucócitos, que desregulam a atividade normal do corpo.
      No caso do stress mental, o desequilíbrio ocorre através da elevação da atividade cerebral e no aumento de neurotransmissores que aumentam o estado de vigília do corpo como a nora-epinefrina. Nesse caso o estímulo para o stress é uma situação social, seja ela se tratando de relacionamentos ou de trabalho e estudo, que faz com que a pessoa aumente o estado de atenção, aumentando consequentemente os batimentos cardíacos, a sudorese, a dilatação da pupila e outros sintomas.
      A relação desses dois tipos de stress com corticoides se dá pelos efeitos fisiológicos e bioquímicos que os glicocorticoides, especialmente o cortisol, geram no organismo. Um dos efeitos do cortisol é a elevação da gliconeogênese que eleva a glicemia através do estímulo à transcrição de genes que geram enzimas participantes dessa reação, esse efeito é o que se relaciona com o stress. Sob condições estressantes, anteriormente citadas, o corpo se vê obrigado a tomar atitudes para se livrar desse desequilíbrio, e para que ocorra essas reações é necessária grande quantidade de energia, energia essa que será obtida através da alta concentração de glicose circulante através dos vasos.
      As reações restabelecedoras do equilíbrio são: o mecanismo de coagulação sanguínea, a cicatrização da pele e dos ossos, a recaptação de neurotransmissores, o mecanismo de feedback negativo, a ativação do sistema imune, dentre outros.
      A relação entre stress e o cortisol é tão grande que se é possível medir o nível de stress através da concentração de cortisol na saliva.
      Portanto o cortisol não chega a ser um causador do stress, ele é uma forma que o corpo encontrou para se proteger dos efeitos do stress. A causa do stress reside no estilo de vida que se tem, com rotinas cansativas, estilo de vida sedentário e a própria forma como se é vista a vida, então para se livrar, ou pelo menos diminuir o stress é necessário mudar o modo de vida. 





Kit para teste do nível de stress apartir da quantidade
de cortisol na saliva






 Imagens: www.grupoezequiel.org/cancer/images/stress.gif
 http://2.bp.blogspot.com/_s4eOzqwDXqQ/THb2l3ZqYfI/AAAAAAAAEU8/TgKXMljDrsU/s1600/stress%5B1%5D.jpga
 http://2.bp.blogspot.com/_y7Vd7tpoDSI/TA-prh_qx0I/AAAAAAAADfE/sdn_o9UodIg/s400/Stress.jpg
 http://www.salimetrics.com/assets/images/photos/products/salivary-assay-kits/research-kits/kit-2.jpga 



Postagem: Lucas Menez de Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário