terça-feira, 25 de janeiro de 2011

(4)Diabetes Adrenal

           A diabetes, seja ela independente qual tipo, se caracteriza pelo quadro de aumento dos níveis normais de urinação, podendo estar ligado aos quadros de hiperglicemia. Nos casos de diabetes pancreática há dois tipos maiores que são as diabetes insipidus e mellitus, sendo essa havendo duas subdivisões que são a tipo1(DMID) e a tipo2(DMIR). A diabetes mellitus se caracteriza pelas altas taxas de glicose no sangue, esse excesso de glicose é eliminado pela urina, fazendo com que ocorra maior fluxo osmótico nos túbulos dos néfrons nos rins, fazendo com que aumente o volume de urina, sintoma clássico da diabetes. Nesse caso a elevada glicemia está relacionada a falta de insulina(DMID) ou a falta de receptores para esse hormônio(DMIR).

 
           A diabetes adrenal se assemelha muito à diabetes mellitus, sendo que a diferença está em como que se origina essa grande quantidade de glicose no sangue. No caso da adrenal, o causador da hiperglicemia é o cortisol. Esse glicocorticoide, como já foi dito neste blog, atua na regulação de glicose circulante através da ativação gliconeogênese e da redução da utilização celular de glicose. A ativação da gliconeogênese ocorre através da ativação da transcrição de genes no DNA das células hepáticas, que darão origem a enzimas que participarão da gliconeogênese. Além disso o cortisol aumenta a quantidade de substrato para a reação citada acima, quebrando lipídeos e proteínas que fornecerão glicerol e aminoácidos para tal reação.


Seta aponta para tumor na adrenal
          O aumento do nível sanguíneo de cortisol é causado pelos seguintes fatores:
-Tumor, maligno ou não, na hipófise que causa aumento na secreção de ACTH e consequente aumento na produção de cortisol
-Tumor, maligno ou não, nas adrenais que causa aumento na produção de cortisol
-Hiperplasia das glândulas adrenais
-Tumor em outras regiões do corpo que podem causar produção ectópica de ACTH
-Depressão

          O tratamento a ser utilizado depende do motivo do aumento do cortisol. Em caso de tumor, a retirada do mesmo pode solucionar o problema. Em caso de depressão deve-se controlar tal caso clínico. De modo geral, pode-se também combater essa forma de diabetes com aplicações de insulina, apesar dessa doença moderadamente sensível a esse hormônio.




Referências: Guyton & Hall - Tratado de Fisiologia Médica

Postado por: Lucas Menez de Oliveira

Um comentário:

  1. Each year, 11,000 People Saw Their Diabetes Mysteriously REVERSED, But Even Their Doctors Couldn’t Say Why

    Until a rogue diabetes researcher solved this decades-old medical mystery…

    Start using his natural, at-home treatment to reverse your Diabetes without medication.

    For more info please click on the following link: How To Heal Diabetes.

    Talk soon.























    .

    ResponderExcluir